domingo, 29 de dezembro de 2013

Feliz 2014!

Foi neste ano de 2013 que nasceu o blog "Lugares e seus passeios". A ideia surgiu da procura de lugares para se passar o dia. O título foi contribuição de uma grande amiga e resultado de uma pequena votação.

Foram muitos os lugares visitados e que se tornaram sugestões para quem gosta de um belo passeio, seja cultural ou em meio à natureza.

Gostaria de agradecer a todos os visitantes deste blog. Foram mais de 1200 visualizações de vários países. Espero que as sugestões tenham servido para um passeio ou ao menos para viajar um pouco pela rede de internet.

Para 2014, o blog vai trazer mais passeios e lugares a descobrir. Sempre lembrando que você também pode contribuir com a sua sugestão. Afinal, nada melhor do que compartilhar bons passeios!

E para relembrar alguns destes passeios, o último post de 2013 traz um resumo em fotos feito pelo Google+, de várias destas sugestões.

video

Que o Ano Novo seja repleto destes bons passeios! FELIZ 2014!

E até 2014!


domingo, 15 de dezembro de 2013

Socorro – SP: É Natal!

Nesta semana, começo a apresentar a cidade de Socorro. O local foi fundado em 1829, mas sua emancipação só aconteceu em 1833. Hoje, ela pertence ao Circuito das Águas Paulista, devido às inúmeras fontes e balneários espalhados pela região. Tanto é que a cidade é conhecida pelos esportes de aventura (que vou falar em outro post).

Mas, além desta, Socorro também é conhecida pelas malharias. Atualmente, existem mais de 400 malharias na cidade. Tanto é que logo na entrada, o visitante vai se deparar com a Feira Permanente de Malhas. Para quem gosta de umas comprinhas, é um ótimo lugar, já que é possível encontrar roupas de qualidade por preços bons.

 
Mas, espera aí! Antes de falarmos das compras, vamos chegar realmente na cidade?! E nesta época de festas de fim de ano, logo na entrada, já podemos perceber o quanto Socorro se preparou para receber o Natal.

 
A programação natalina é chamada de “Luzes de Natal”. De acordo com informações do site da Prefeitura, os principais pontos turísticos foram enfeitados com material reciclável. Foram utilizadas na fabricação de flores, bolas, sinos e outros enfeites mais de 150 mil garrafas de vários tamanhos, 50 mil metros de lâmpadas e 12 mil metros de cordão de luz. Além disso 12 km de cordão de luz e cerca de 50 mil metros de extensão de lâmpadas LED iluminam a cidade.

 

 
Ainda segundo a Prefeitura, são 9 os locais turísticos decorados na cidade. Infelizmente, não pude visitar todos e nem fiquei na cidade durante a noite, mas foi possível imaginar a beleza da decoração de Natal.  E, por isso, o blog traz um pouco dos enfeites do Horto Municipal. Lá, foi montada a Casa do Papai Noel.

 


Na frente, um presépio para lembrar a história do nascimento do Menino Jesus.


Nos jardins do Horto, ainda é possível encontrar Papais Noéis, duendes e renas.



Crianças e adultos ainda vão poder se divertir com a chuva de neve e de bolinhas de sabão no Horto, que os leitores vão me desculpar, mas a chuva atrapalhou as fotos!

Ao lado do Horto Municipal, também tem um shopping que está muito enfeitado.



 
O Luzes de Natal funciona até o dia 5 de janeiro de 2014. O Horto Municipal fica em frente a Feira Permanente de Malhas, que ambos ficam na entrada da cidade. Mais informações podem ser conferidas no site www.socorroluzesdenatal.com.br. Socorro fica a aproximadamente 115 km de Campinas e a 134 km de São Paulo.

domingo, 24 de novembro de 2013

Monte Alegre do Sul - SP: Cachoeira e fonte para refrescar

Com as temperaturas subindo, a melhor sugestão de passeio é ir para onde tem água. E uma cachoeira nesta época, com sua água gelada é sempre uma boa pedida.


Já falamos aqui no blog sobre Monte Alegre do Sul, uma cidade do Circuito das Águas Paulistas, e agora volto novamente para dar uma dica para o verão. Monte Alegre é privilegiada pelo relevo e pelo clima, o que propiciou a formação de quedas d’água, além de ter algumas fontes espalhadas pela cidade.

 
E logo na entrada, o visitante encontra o que dá à cidade o título de Estância Hidromineral: a água.

 

 


São várias as cachoeiras existentes em Monte Alegre do Sul. Mas, desta vez, vou falar da Cachoeira das Andorinhas.

 


 
Com queda d’água de aproximadamente dez metros de altura, a cachoeira fica perto do centro da cidade, às margens da Rodovia, que liga a cidade à Pinhalzinho e há placas indicando-a. Esta estrada, inclusive, é a que leva ao Parque Ecológico do Camanducaia, onde acontece a tradicional Festa do Morango.

 
 
Ao lado dela, também é possível ver uma belíssima mata.

 
 

Algumas pessoas dizem que é perigoso entrar na água, mas eu não vi nenhuma placa informando da proibição. Quando passei por lá, inclusive, algumas pessoas se aventuraram a nadar nela. Porém, só de olhar para as quedas d’água, sentar em uma das pedras e molhar os pés, já vale a visita!

 
 

Além das cachoeiras, a cidade também é famosa pelas Fontes. E a mais famosa e bucólica delas é a da Índia. Cercada de muito verde, em uma estrada bastante arborizada, lá o visitante também pode conhecer a lenda que gira em torno dela.

 
 
 
Diz a lenda que a Fonte é o “bálsamo das lágrimas e do pranto” que brotou dos olhos da Índia Obirici, que estava infeliz por causa de seu grande amor.


A fonte fica na Estação Experimental “Apta”, também na Estrada Municipal Monte Alegre – Pinhalzinho. Há placas indicando a Fonte.

E você?! Tem alguma sugestão?! Deixe sua dica nos comentários!

domingo, 17 de novembro de 2013

Poços de Caldas – MG: Terra das águas termais

Na última semana, comecei a falar sobre Poços de Caldas, uma cidadezinha muito gostosa no sul de Minas Gerais. Nesta semana, trago mais uma sugestão de passeio na cidade e, desta vez, vem junto com a história.

De acordo com o site da Prefeitura, a história da cidade começou com a descoberta das primeiras fontes e nascentes no século XVII, encontradas no fundo de um vulcão a 85 milhões de anos. “As águas raras e com poderes de cura foram responsáveis pela prosperidade do município desde os seus primórdios, quando as terras começaram a ser ocupadas por ex-garimpeiros, desiludidos com o declínio da atividade aurífera na região das minas. Eles passaram a se dedicar sobretudo à criação de gado, sendo obrigados a percorrer longas distâncias em busca de pasto para os animais”.

As águas com poderes medicinais fizeram o município construir uma casa de banho, utilizada para tratamento de doenças cutâneas, em 1886. Outro estabelecimento com o mesmo fim, que hoje não existe mais, também foi construído em 1889. Depois, no final dos anos 20, foram construídas as Thermas Antônio Carlos. Mas, o serviço só foi inaugurado em 1931 e é considerado o primeiro estabelecimento crenoterápico suntuoso do país.

O prédio, realmente, é muito bonito.

 
Logo na entrada, também é possível verificar a beleza do edifício.


 
E é só olhar para cima que o visitante verá um belíssimo vitral no teto.


Lá, também está o Museu do Termalismo Dr. Aristides de Mello e Souza. São objetos antigos que eram utilizados em tratamentos médicos. Diz o site da Prefeitura, que este museu é o único neste segmento conhecido no Brasil.


 
O local está em reforma, mas vale a visita. Além disso, são realizados vários serviços como massagens, limpeza de pele e escalda-pés. Os valores podem ser conferidos no site da Prefeitura, que é o http://www.pocosdecaldas.mg.gov.br. O Thermas fica na Praça Pedro Sanches, s/n, no Centro, e funciona de terça a sábado, das 7h às 12h e das 14h às 20h e aos domingos, das 8h às 12h.

Deixe um comentário com a sua sugestão de passeio!

Aproveite para curtir a página do blog no Facebook. Clique aqui.

sábado, 9 de novembro de 2013

Poços de Caldas - MG: Clima ameno e belas paisagens

Nesta semana, o blog “Lugares e seus passeios” ultrapassa as fronteiras do Estado de São Paulo e vai até uma cidadezinha muito famosa do sul de Minas Gerais: Poços de Caldas.

Vocês, caros leitores, já perceberam que gosto sempre de começar contando um pouco de como cada cidade surgiu. Mas, desta vez, vou deixar a história de Poços de Caldas para outro dia e começar falando do clima, que é um dos pontos que mais chama a atenção na cidade. Poços é cercada por montanhas e tem temperaturas amenas. No inverno (considerado de abril a setembro), a temperatura média é de 15º e, no verão (considerado de outubro a março), a média é de 21º.
 
 
De acordo com informações do site da Prefeitura, a cidade possui basicamente dois tipos de vegetação natural: campo e floresta tropical. E por causa da altitude, há pinheiros em pequenos agrupamentos ou isolados na mata.

E para contemplar a beleza natural desta cidade, nada melhor do que um passeio de Teleférico. Considerado um dos maiores em distância, com percurso de 1.500 metros, o teleférico começa em pleno centro da cidade, em frente ao Palace Casino, e leva o visitante à Serra de São Domingos.

 
Segundo informações da Prefeitura, são 30 cabines com capacidade para quatro pessoas, suspensas por cabos de aço e sustentadas por torres a uma altura de aproximadamente 20 metros.

 
No caminho, o visitante vai poder conferir a vista de toda a cidade...


 
Passar por cima da floresta tropical...


 
Até chegar ao alto da montanha, onde fica o monumento do Cristo Redentor, a 1.600 metros de altitude.

 



Nem preciso dizer que a vista de lá é espetacular, né?!

 

 
 


A estação do Teleférico sai do Parque José Affonso Junqueira, no Centro, e funciona nas segundas, quintas e sextas-feiras, das 14h às 17h, aos sábados das 10h às 17h e aos domingos e feriados, das 9h às 16h. Adultos pagam R$ 20,00 e estudantes com carteirinha, idosos e menores de 12 anos, R$ 10,00. Mais informações podem ser obtidas no site www.pocosdecaldas.mg.gov.br.

Poços de Caldas fica a 164 km de Campinas, 256 km de São Paulo e 465 km de Belo Horizonte (MG).
E você, tem alguma sugestão de passeio? Deixe um comentário!

sábado, 2 de novembro de 2013

Campinas - SP: Feira de artes em Sousas

Um mês depois de o blog “Lugares e seus passeios” não trazer nenhuma sugestão de passeio, ele está de volta à ativa! E neste retorno, a sugestão vem de Sousas, distrito de Campinas.

O distrito de Sousas é cortado pelo Rio Atibaia. Lá, encontram-se preservados muitos imóveis históricos, além de uma bela paisagem. Segundo informações do Portal Sousas, o distrito “teve origem nas proximidades da primeira ponte de madeira construída sobre o rio Atibaia, nas terras da Fazenda Atibaia que então iniciava as primeiras plantações de café na região. Nesta ocasião, a família de Joaquim Monteiro ergueria uma capela em honra a São Sebastião (1833), fazendo nascer o arraial”.

E é neste peculiar distrito de Campinas que acontece a Vila das Artes, uma feira de artes e artesanato. Ponto turístico, a Vila surgiu em 1998 por iniciativa de um grupo de artistas que queriam mostrar o trabalho que faziam.


De acordo com o site, 23 pessoas expõem seus trabalhos na feira. Lá, o visitante vai poder conferir e adquirir peças de qualidade produzidas por artistas locais.

 
A variedade é grande: quadros, roupas, joias, sabonetes, objetos de decoração e até mesmo cadernos e blocos de anotações.


 
Além disso, a Vila das Artes também conta com alguns expositores convidados. No mês de outubro, por exemplo, estava lá o Ateliê Natureza Brasil. Eles levaram para a feira criativos livros feitos em papel machê, que contam as histórias do folclore brasileiro em três línguas.

 
A feira também conta com música ao vivo e barracas de alimentação.


 
A Vila das Artes acontece sempre no primeiro domingo do mês. Em novembro, por exemplo, a feira estará neste domingo (3 de novembro), na Praça Beira Rio, às margens do Rio Atibaia, mesmo local de todos os meses. Mais informações sobre a feira podem ser obtidas no site viladasartescampinas.wordpress.com.

Tem alguma sugestão de passeio? Deixe um comentário!

sábado, 28 de setembro de 2013

Brotas - SP: Aventura no meio da mata

Primavera, flores, dias de sol, temperaturas aumentando. Sabe o que tudo isso pede? Água... seja em cachoeiras, rios ou mares. Quer melhor? Que tal juntar uma bela cachoeira com uma trilha pela mata? E é por isso que esta semana o blog “Lugares e seus passeios” vai até Brotas, no interior de São Paulo.


Brotas é a capital do turismo de aventura. Lá pode ser encontrada uma natureza preservada, com mata de cerrado, restos de Mata Atlântica, cachoeiras, nascentes de águas cristalinas e, claro, o Rio Jacaré-Pepira, o principal da cidade. 


Desta vez, a sugestão é de trilha e uma das opções é o Recanto das Cachoeiras. A trilha é pré-determinada e sinalizada. A primeira parte leva até a Cachoeira Santo Antonio, de 15 metros de altura. De acordo com o site, são aproximadamente 400 metros de extensão. Você passará por corredeiras e áreas gramadas.



Depois de uma parada na Cachoeira Santo Antonio, é hora de ir de seguir na próxima trilha. Esta já é um pouco mais difícil. São aproximadamente 600 metros de extensão e o terreno é um pouco íngreme. Durante o caminho, você vai passar por um rio, que em tempos de estiagem, se torna uma prainha. Mas, em épocas de rio cheio, só resta observar e seguir pelas margens até chegar em um ponto onde é possível atravessar.


O ponto alto desta segunda parte é a Cachoeira Roseira, com 55 metros de altura e uma beleza tão exuberante, que faltam palavras para descrever. A força da água é tamanha, que embaixo dela é até difícil de respirar. 




O percurso final leva até o mirante, de onde é possível ver o percurso realizado.


São aproximadamente 4 horas de duração. A trilha é feita com guias treinados e deve ser agendada. Ainda está incluso um lanche natural e uma garrafa de água, por pessoa. O valor é de R$ 57,00 por pessoa, já com a entrada ao Recanto das Cachoeiras inclusa. Outras informações pelo site www.recantodascachoeirasbrotas.com.br.

Tem alguma sugestão de passeio?! Deixe um comentário!